7.4.11

FC Porto 5-1 Spartak Moscovo : A análise

Falcao levantou o estádio por 3 vezes. Leva 10 golos em 10 jogos na competição




Na ressaca da festa do campeonato, o nosso maior adversário para este encontro poderia ser mesmo algum cansaço ou descontracção que pudesse aparecer dessa mesma festa,  o Spartak matreiramente tentou aproveitar isso com uma entrada forte em jogo.

Mas o FC Porto não vacilou nem facilitou, mesmo que por vezes desse a entender que isso viesse a acontecer, falsos alarmes. Não teve a melhor das entradas em jogo, o Spartak não sendo tão forte quanto o CSKA também tem as suas virtudes colectivas e individuais, é importante realçar isso mas o FC Porto está uma máquina trituradora que muito dificilmente alguém travará nesta competição até final.

André surpreendeu ao colocar Maicon no lugar de Otamendi, não percebi o motivo mas o brasileiro não comprometeu e chegou mesmo a facturar um golo, muito importante naquela fase do jogo.

Varela não andava a jogar bem e muitos pediam a substituição. Mas não foi embora sem marcar um grande golo, com direito a assistência de Falcao, que parou a bola de peito para o colega que tantas vezes o serve.

Falcao. 3 golos, o 10º em 10 jogos na competição, pelo ar e pelo chão. É um dos melhores avançados que já passou pelo FC Porto e sou um grande admirador seu.
Não fiquei satisfeito com com algumas declarações suas há dias, que aqui comentei, nem estou muito tranquilo quanto à renovação que por ele diz há meses que quer assinar...mas incompreensivelmente...não assina. Este hat-trick pode ter-nos colocado mais perto das meias-finais e talvez também Falcao mais perto da saída.
Não gostava, mas pode vir bem a acontecer, mas nunca por menos de 30 milhões. Que até acaba por ser um preço muito aliciante para tão enorme matador.

Helton. Tem passado despercebido a muitos, mas tem sido um dos grandes esteios da temporada, como capitão e como grande "keeper".
Hoje, teve uma vez mais importantes intervenções, não me parece que pudesse ter feito muito mais no lance do golo.
Uma das coisas que mais me deliciam são as suas reposições em jogo, pelas mãos ou pés, a desmarcação que isolou James no segundo tempo é um dos grandes momentos do jogo.
Grande Helton. Se o Mano tivesse neurónios e fosse um seleccionador com o mínimo de competência, ninguém te tirava da "canarinha", mas deixa lá.

Hulk. Deixou Carioca no chão, estremeceu a barra num livre muito bem executado, pelo meio encantou quem o viu. É o nosso supe-herói, o nosso diamante mais valioso, embora não tendo nós nem sequer metade do seu passe. Na transmissão inglesa nem sabiam que adjectivos colocar num jogador que tem fascinado tudo e todos.
Menos claro está, o incompetente Mano lá do Brasil, mas isso só é mau para o Brasil. Não para Hulk, que vai lá parar de qualquer maneira, nem para o Porto que até agradece a poupança de viagens e desgastes físicos.

André Villas-Boas. "Rendidos ao discurso de Villas-Boas, bem como à goleada dos dragões frente ao Spartak de Moscovo, os jornalistas russos surpreenderam os presentes com um aplauso generalizado e pedidos de fotografias para a posterioridade. Um reflexo da crescente popularidade do treinador do F.C. Porto. "

Palavras para quê? Acho que o relato do que se passou na conferência de imprensa diz tudo, quem quiser ver mais, veja as suas reacções no banco. Quer treinar mais 12 anos?

Pinto da Costa, que tal apresentar um contrato de 10 anos ao mister? É que como isto, só Pedroto, nunca pensei ver nada sequer semi-parecido. Isto é competência, isto é identidade, isto é paixão!

Dou de barato que perca lá 2 anos a divertir-se por outras paragens. Chega. Se quiser mais adie a reforma entretanto...e volte para cá pelo meio...peço eu.



Resumo do jogo

3 comentários:

BS comentou

Goleamos, o Falcao marcou um estupendo hat-trick, mas vou ser honesto. Cheguei a temer bastante.

O Spartak entrou bem no jogo, fez lembrar a entrada na segunda parte em Amesterdão ou a entrada no jogo da segunda mão com o ajax, momentos em que decidiu a eliminatória anterior.
Ontem podiam ter feito grandes estragos...
Se o Welliton tem marcado nas oportunidades que teve nos pés no início de jogo iria ser muito complicado..
E o Welliton é um grande avançado, melhor marcador do campeonato russo da época passada, pouco comum falhar oportunidades daquelas.

Claro há mérito da defesa e do Helton, mas chegaram-me a assustar, mas aquela resposta na segunda parte é qualquer coisa.

E depois de vacilar um pouco, receber o 3-1, os russos tentarem chegar como podiam ao 3-2 e o Porto dar-lhes o KO com mais 2 golos é de campeão.

É de uma equipa que está num nível quase inacessível. É uma força inacreditável.

E com isto quero ainda reconhecer a força deste 5-1.

É que do outro lado estava uma grande equipa. Grandes jogadores. Que lutaram bem e muito.


Não defrontamos equipas débeis, com defesas de manteiga, que nem pareciam querer saber da competição.


Vejo tudo a comparar goleadas com goleadas. Mas há adversários e adversários.

E o Spartak não é o PSV. como o CSKA não é o PSG, ou o Sevilha o Estugarda.


Que brilho, meu deus! Grande Porto!


Sempre Porto.

Ainda teremos de levar com o Villareal. Saem os Ases todos.

Podemos é ter o brinde de levar com o duque na final. mesmo para a festa. Num palco onde não podem desligar a luz

Olé!

Abraço

Dragus Invictus comentou

Bom dia,

Grande noite europeia do nosso FC Porto, com uma segunda parte de grande nível, e a conseguirmos um resultado que praticamente carimba a passagem às meias-finais onde iremos defrontar o Villarreal.

O Spartak entrou melhor no jogo, e o tridente de meio campo composto por Ibson, Alex e Rafael, conseguiram ganhar o duelo da posse de bola, e tiveram uma excelente oportunidade para marcar por Wellinton. Marcamos numa excelente jogada de ataque, e podíamos ter marcado mais 2 ou 3 golos, relembro os dois cabeceamentos falhados de Varela.

A partir do momento que Fernando conseguiu acertar na marcação ao criativo Alex, e Guarin a Ibson, o Porto partiu para uma exibição de grande nível.

Pena foi o golo sofrido numa desatenção defensiva, sem a devida compensação da subida de Alvaro no corredor. Já antes desse lance pela direita o Spartak tinha cruzado com perigo para área.

O nosso tridente ofensivo esteve excelente, com Falcao a realizar uma exibição fantástica e plena de eficácia.
Grande duelo com Rossi na luta pelo título de melhor marcador da competição.

Guarin esteve muito bem no lançamento dos colegas de ataque, e Moutinho foi o pêndulo que tapou buracos e fez aqueles cortes que ninguém dá por eles, mas que são importantíssimos.

Fucile e Alvaro muito bem a atacar, descurando por vezes a defesa.

Rolando e Maicon demoram a acertar a marcação ao irrequieto Wellinton, mas a partir do momento que Fernando fechou a tranca da defesa, foi-lhes facilitado o trabalho, acabando mesmo Maicon por marcar um excelente golo e Rolando muito perto de marcar também.

Helton ... fantástico, é como o vinho do Porto, quanto mais velho melhor!

Excelente o apoio dos nossos adeptos, que fizeram grande festa, e foram presenteados com um Porto Vintage na segunda parte.

Na segunda eliminatória temos de ter atitude séria apesar da vantagem alcançada nesta 1ª. mão, mas as dificuldades serão muitas devido à longa viagem e relvado sintético.

Temos tudo para ir à final e sonhar novamente com a conquista da Liga Europa.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Miguel comentou

Boas, amigo.

Foi uma grande 2ª parte conseguida pelo FC Porto e que garantiu já o acesso á meia-final.

Gostei do Maicon, o sujeito parece que voltou a ganhar confiança(embora continue a preferir o Otamendi).

O falcão é o melhor avançado a actuar em Portugal, sem dúvida alguma.Só de pensar que o quiseram comparar ao cepo do Cardozo...

Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2010 The Blue Factory of Dreams | Premium Blogger Templates & Photography Logos | PSD Design by Amuki