22.3.11

Spartak de Moscovo, a análise

O sorteio da última sexta-feira ditou que o FC Porto vá defrontar outra equipa russa na Liga Europa.
O Spartak de Moscovo será o adversário nos quartos-de-final da competição.

Como referi aqui antes do sorteio não tinha qualquer feeling ou desejo especial para o mesmo.
Considerava apenas que seria positivo não defrontar nesta fase os 2 maiores concorrentes (na minha opinião) à vitória na competição, o Dinamo Kyev e o Villareal, isso aconteceu e para mim bastou.

Há uma opinião generalizada que esta competição parece fácil demais, pois não parecem haver "bichos-papões", o que se esquecem de referir é que alguém teve de eliminar esses mesmos "papões" para aqui chegar (Juventus, Manchester City, Sevilha, Liverpool, Besiktas, Dortmund, Atl. Madrid, Palermo, Nápoles, Rubin Kazan, Zenit, CSKA Moscovo e Ajax foram todos mandados borda fora da competição).

Centremo-nos agora no Spartak.


A equipa russa terminou a última temporada na 4ª posição do seu campeonato, a uma distância bem considerável dos lugares cimeiros, por curiosidade ocupados por clubes já excluídos desta edição da Liga Europa.

De ressalvar que o melhor marcador deste campeonato na temporada passada foi um dos melhores jogadores do Spartak, o avançado brasileiro Welliton, que facturou 20 golos .

Esta época o Spartak começou por estar presente na Liga dos Campeões, onde esteve no grupo F, juntamente com Chelsea, Marselha e Zilina.


Prestação negativada equipa russa, pois além das pré-adquiridas 2 vitórias ante o débil Zilina, pouco há a retirar de positivo da sua prestação.
Conseguiram vencer em Marselha na primeira jornada do grupo, mas na hora das decisões, levaram um 0-3 em própria casa pelo mesmo Marselha.
Com o Chelsea, 2 derrotas,com um 6-1 no total dos 2 jogos.

Passaram para a Liga Europa.

Onde derrotaram já 2 adversários, Basileia e Ajax, até chegar aos quartos-de-final.
Curioso verificar que começaram essas 2 eliminatórias a jogar fora e que foram esses mesmos resultados conquistados fora a garantir ou alavancar a sua passagem à seguinte eliminatória.

Frente ao Basileia uma vitória 2-3 na Suiça e um empate 1-1 em casa. 
A vitória na Suiça tratou-se inclusive de uma "remontada" assinalável pois ao intervalo estavam a perder por 2-0. Chegaram ao golo da vitória ao minuto 90, já depois de estarem a joga contra 10, por expulsão de Shaqiri aos 78 minutos de jogo.

Mas vou dar especial destaque à última eliminatória, frente ao Ajax, na qual alcançaram 2 vitórias mas onde os números não traduzem bem  realidade do que se passou.


Primeiro jogo, em Amesterdão, onde alcançaram uma vitória de 0-1. 
O que se passou em campo?  Um massacre inacreditavelmente ineficaz por parte do Ajax, onde um resultado ajustável ao que se passou em campo, seria um 4-0 ou semelhante.


Os números são avassaladores e esclarecedores. Olhem bem para todos eles.



Como jogaram as equipas:

Branco: Spartak / Vermelho: Ajax

Na primeira parte do encontro o Ajax tomou as rédeas do jogo, como se antevia, com rápida circulação de bola criou uma avalanche de oportunidades. O Spartak não saiu do seu reduto defensivo. 
Nem um ataque esgueirou.
Por ineficácia e azar dos holandeses, ao que se juntou uma brilhante prestação do keeper russo, o resultado estava num inacreditavel 0-0.

E foi ao intervalo que o Spartak ganhou o jogo. Com o Ajax já algo desgastado pela ineficácia de tamanho massacre e por obviamente acreditar que o Spartak ainda seria mais ultra-defensivo no segundo tempo, os russos surpreenderam e apanharam os holandeses desprevenidos, não transfiguraram de forma avassaladora o seu jogo. Mas apenas o suficiente para a sorte lhes tocar.
Os russos, em vez de se remeterem ao seu último terço defensivo, passaram a pressionar no meio-campo e numa única desatenção de Anita... o brasileiro Alex aproveitou o caminho aberto para desferir um belo remate que deu em golo.
A partir daqui os russos tentaram gerir bem o jogo enquanto lhes foi possível, o Ajax foi sentindo dificuldades em perfurar ao contrário de toda a primeira parte, mas nos últimos 10 minutos mais uma avalanche de oportunidades foram travadas por um milagreiro guarda-redes com o nome Dikan.



Segundo jogo, com uma história completamente diferente, mas com números novamente enganadores:


O Ajax, depois do festival de ineficácia da primeira mão, sabia que tinha de inverter o resultado fora de portas.
E começaram logo por serem apanhados desprevenidos desde o primeiro minuto. 
Inesperadamente o Spartak assumiu uma postura bastante agressiva e atacante, encostando o Ajax às cordas nos primeiros 15 minutos, o que acabou por partir a equipa do Ajax e afectá-la para todo o resto da partida.

O jogo teve fases repartidas daí em diante, mas o golo da primeira mão e os 15 minutos iniciais da segunda partida ditaram a eliminatória, os russos geriram com bastante inteligência o resto da partida e acabaram por ganhar numa exagerada goleada por 3-0.

Neste jogo foram Ibson e Carioca que equilibraram a sua equipa e controlaram completamente o centro do terreno.


Branco: Spartak / Vermelho: Ajax


É fácil averiguar que o Spartak é inferior ao nosso anterior adversário na Liga Europa, tanto a nível de individualidades como a nível colectivo, o CSKA era uma das mais fortes equipas em competição.

O Spartak também tem nomes caros, brasileiros q.b., mas está perfeitamente ao nosso alcance.

Como podemos depreender desta análise e dos resultados alcançados por esta equipa, é preciso ser eficaz no jogo caseiro e ter sempre em conta que esta equipa russa é bastante cínica no seu jogo, cínica a favor.

Já temos a experiência do que é jogar no Luzhniki, soubemos controlar e vencer uma equipa superior a esta, temos de estar concentrados e tentar ser eficazes na finalização.

É importante não deixar esta equipa ganhar vantagem na eliminatória, situação em que pode tornar-se perigosa, estou certo que André Villas-Boas alertará os jogadores para a melhor forma de os "aniquilar".

Ibson regressará ao Dragão, um jogador que não triunfou quanto podia mas onde deixou alguns fãs, eu gostava de Ibson e tive pena que não triunfasse quanto achava possível por cá.
A par de Ibson, Alex, Welliton e outros brasileiros são jogadores de grande qualidade. 
Não os considero superiores aos intérpretes do CSKA, mas merecem todo o respeito e atenção, como é óbvio.

Penso que serão precisos jogos terríveis do FC Porto, para não passar esta eliminatória, mas o jogo do Ajax-Spartak deve servir como referência na antevisão. Ou até mesmo o FC Porto-Sevilha, que também foi um festival de ineficácia.

O sorteio também ditou que o vencedor desta eliminatória defrontará o vencedor do Villareal-Twente.
Mas cada coisa a seu tempo. Para já, Spartak, apenas e só Spartak.

adeptas do Spartak de Moscovo

4 comentários:

Miguel comentou

Excelente post.

Também irei fazer os relatórios a Spartak, Dinamo de Kiev e PSV e desde já convido-o a ir lá ve-los.

Há que ter atenção aos 2 centro campistas e sobretudo a Mcgeady, um extremo bastante rápido e que pode desequilibrar.

Abraços

Dragus Invictus comentou

Excelente post:)

Gostei das adeptas:)

abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

BS comentou

Excelente post

O Spartak também começou pessimamente o campeonato, levou 4-0 de uma equipa de quem nunca ouvi falar, ontem lá ganharam 1-0 a uma equipa qualquer na segunda jornada.

São mais fracos que Zenit, CSKA ou Rubin Kazan, mas tem também bons jogadores. Não são nenhum Paços de Ferreira ou Guimarães.

O dinheiro no futebol russo fez uma onda de equipas recheadas de grandes nomes.

Será bom encontrar Ibson.

Se formos eficazes e conseguirmos instalar uma rápida circulação de bola o meio-campo russo na primeira volta, o jogo da segunda mão não trará grandes preocupações, é preciso é afinar a pontaria.
Porque além de tudo eles têm um grande guarda-redes.

O Porto é nosso comentou

Grande trabalho!!!

Daquilo que conheço também acho o Spartak inferior ao CSKA... agora no futebol nem sempre ganha o melhor... mas a qualidade da nossa equipa deixa-me sempre confiante!

abraço

Falcãozinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2010 The Blue Factory of Dreams | Premium Blogger Templates & Photography Logos | PSD Design by Amuki